Protesto: manifestantes ocupam triplex atribuído a Lula

Ajustar Comente Impressão

"O MTST foi retirado do triplex [do Guarujá], sob a alegação de flagrante".

"Se eles me condenaram, me deem pelo menos o apartamento". Aí justifica! Já pedi para o Boulos mandar o MTST ocupar aquele apartamento! "Já que é meu, ocupem".

Integrante da Frente Povo Sem Medo, da qual o movimento faz parte, Andreia Barbosa afirma que o grupo ficará o tempo que for necessário para fazer uma demonstração de que Lula é inocente.

Liberados pela polícia, os manifestantes saíram pela portaria principal, cantando: "A verdade é dura, o tríplex não é do Lula". Trinta pessoas teriam pulado as grades do prédio e subido 16 lances de escada.

É a cozinha da Kitchens denunciada por O Antagonista. Os cerca de cinquenta manifestantes saíram do local apos negociação com a Polícia Militar.

Um representante do condomínio bateu na porta, que esta travada por um pedaço de madeira, e perguntou se os militantes tinham ciência de que estavam cometendo um crime.

Josué Rocha, do MTST, conta que cerca de 50 manifestantes estão dentro do apartamento que fica na Praia das Astírias.

No último discurso em São Bernardo do Campo (SP) antes de ser preso, Lula citou Boulos como representante da nova política brasileira, comparando o trabalho do militante à frente do MTST com a sua própria trajetória no movimento sindical nos anos 1970.

O grupo estendeu faixas dizendo "Se é do Lula, é nosso", "Se não é, por que prendeu?" e "Povo sem Medo".

O triplex no Guarujá foi bloqueado pela Justiça de São Paulo e deve ser leiloado nos dias 15 e 22 de maio.

Com 0% no Datafolha, ninguém é melhor do que Guilherme Boulos para representar o povo.

Comentários