Temer lamenta morte de Dona Ivone Lara

Ajustar Comente Impressão

Tanto que, após o álbum Ivone Lara (Som Livre, 1985), a artista ficou 12 anos sem fazer um disco. Foi quando virou definitivamente Dona Ivone Lara, incorporando ao nome artístico um prefixo que simbolizava a experiência que já trazia na bagagem e a reverência a que fazia jus pela abertura de tantas alas para a mulher sambista.

IMPÉRIO O corpo de Dona Ivone é velado na quadra da escola de samba Império Serrano, em Madureira, Zona Norte do Rio, e o enterro está marcado para o Cemitério de Inhaúma, às 16h30m. Paralelamente ao trabalho, ambos tinham intensa vida musical: ele era violonista de sete cordas e desfilava no Bloco dos Africanos; ela era ótima cantora e emprestava sua voz de soprano a ranchos carnavalescos tradicionais do Rio, como o Flor do Abacate e o Ameno Resedá - nos quais Seu José também se apresentava. Criada pelos tios, não perdeu muito tempo com as bonecas, antes aprendeu a tocar cavaquinho e o amor pelo germinou daí. Ivone não desistiu, mesmo tendo que trabalhar como enfermeira e assistente social no Serviço Nacional de Doenças Mentais para garantir o seu sustento e de sua família.

Considerada um dos maiores nomes da música popular brasileira, Dona Ivone Lara deixa um imenso e rico patrimônio cultural. As bênçãos, os ensinamentos, as conversas, os sambas, a poesia. Conheça a história da grande dama, que se confunde com a do próprio samba.

O filho, Alfredo Lara da Costa, lamentou a morte da mãe. A estrela Subiu como se fosse num sonho para buscar quem mora longe ou para matar a saudade do Silas de Oliveira e mano Décio da Viola. O primo Mestre Fuleiro assinava as letras e Ivone Lara, de perto, acompanhava a reação do público.

Sua marca de primeira mulher que compôs samba-enredo estará registrado para sempre na história.Dona Ivone Lara uma joia rara. Uma das músicas de maior repercussão foi Sonho Meu, em parceria com Délcio Carvalho, mas ela escreveu várias músicas que foram interpretadas por nomes importantes da música.

Entre os intérpretes que gravaram suas músicas estão: Clara Nunes, Roberto Ribeiro, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Paula Toller, Paulinho da Viola e Beth Carvalho. Dama do samba, mãe do samba, rainha do samba, seu legado continua e sua obra será eterna. Depois Arlindo, Sombrinha, fizeram aquele samba lindo para ela.

Comentários