Neymar revela ansiedade: 'Ninguém está com mais medo do que eu'

Ajustar Comente Impressão

A partir do momento em que ele teve condições de iniciar os trabalhos de cunho físico, o Ricardo abordou muito bem essa situação para que o Neymar tivesse uma evolução boa e hoje estivesse em condições de se apresentar na semana que vem, em boas condições para dar sequência ao seu trabalho. Quando se apresentar à Seleção, fará trabalhos específicos para se juntar o quanto antes ao grupo.

Em fevereiro, diante do Olympique de Maselha, Neymar torceu o pé e fraturou o quinto metatarso do pé direito. E o últimos exames evidenciaram que a recuperação está muito bem. Até lá, o departamento médico da seleção garante que Neymar estará pronto para ajudar o Brasil no sonho do hexa.

Outros dois que voltam de lesão são Fagner e Filipe Luis. Ele já realiza trabalho progressivo. Esperamos que ele se apresente na Granja já trabalhando com bola e, gradativamente, com o grupo. "Não vejo problemas, ele vai ter ritmo de jogo e vai estar em condições físicas ideais", declarou o preparados da Seleção, em entrevista ao SporTV. Os quatro, aliás, foram titulares na campanha do ouro olímpico, e o camisa 10 da Seleção converteu o último pênalti, garantindo a tão esperada medalha dourada. "Ou seja, ele terá condições físicas de participar dos nossos amistosos antes da Copa para recuperar sua condição de jogo", afirmou Lasmar. "Aí potencializa (suas qualidades)", analisou o treinador.

Após 50 dias parado por conta de uma fratura na fíbula esquerda, Filipe Luís voltou a atuar pelo Atlético de Madrid no início de maio. O atacante perdeu a reta final da temporada com o PSG e houve grande expectativa sobre sua recuperação. "Do ponto de vista médico, temos toda uma programação específica para que Fagner esteja em plenas condições para ser utilizado ainda nos amistosos", concluiu.

"Em relação ao Fagner tem tempo mais do que suficiente até a preparação para a Copa para estar preparado".

Comentários