Policial mata duas jovens que o acusaram de estupro e comete suicídio

Ajustar Comente Impressão

Ele estava preso na Casa de Custódia da Polícia Civil, de onde fugiu para cometer os crimes na residência das vítimas que tinham 15, 18 e 40 anos. A Polícia Civil informou, em nota, que a corregedoria da corporação já abriu um procedimento administrativo para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga e uma eventual responsabilidade disciplinar ou criminal de servidores da Casa de Custódia.

Um policial civil invadiu uma casa, na madrugada desta terça-feira (15), e matou uma mulher e duas filhas dela em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele disparou contra a cabeça das vítimas e em seguida se matou. Logo depois ele já se deparou com o autor armado dentro de casa. Depois ele efetuou um tiro em sua própria cabeça.

Segundo informação da polícia, o companheiro de Luciana Carolina Petronilho, de 40 anos, contou que a família estava dormindo quando Paulo José Oliveira, também de 40, arrombou o portão e ordenou que ele e a filha mais velha de Luciana saíssem. A perícia recolheu cinco cápsulas de munição.380 e outra bala intacta do mesmo calibre.

Comentários