Gestão Temer desiste do slogan "O Brasil voltou, 20 anos em 2"

Ajustar Comente Impressão

A mensagem passou a impressão - até mesmo para Michel Temer - de que o país regredira duas décadas em sua gestão.

De acordo com o jornal "O Estado de S. Paulo", a trapalhada desagradou muito ao presidente Temer, que, contrariado, convocou o marqueteiro Elsinho Mouco e o ministro das Minas e Energia, Moreira Franco, para tentar consertar o estrago.

A previsão é de que Temer retorne para Brasília por volta das 21h30min. Temer ocupa o cargo desde o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016. Quinze também é o número do MDB na campanha eleitoral. Em seguida, será realizada uma reunião ministerial ampliada.

Dois anos depois, o emedebista convive com altos índices de impopularidade. Presidente Michel Temer reúne os ministros e faz um pronunciamento sobre dois anos de governo "Sem dúvida, creio que todos nós fomos responsáveis por tirar o Brasil do vermelho e colocar o País no rumo certo". Na ocasião, Temer fará um pronunciamento enaltecendo o que chama de "legado". Meirelles, por exemplo, recebeu a primeira versão. No entanto, a interpretação ambígua da frase, que pode assumir efeito negativo caso a vírgula seja retirada, fez o Planalto desistir e utilizar outro nome para a comemoração: "Maio/2016 - Maio/2018: O Brasil Voltou". Participam do evento ministros e políticos da base aliada de Temer.

No material que será distribuído durante a cerimônia nesta terça, como uma cartilha com os atos do Executivo, será usada ainda a palavra "avançamos" acompanhada do símbolo de "V de Vitória", que também representa o aniversário de dois anos da gestão Temer.

"Nós tínhamos, e eu senti isso desde o primeiro momento, que montar um grupo capaz de vencer a pior recessão da nossa história". Na lista de "ações e resultados", de 2016 a 2018, são citados "Fila Zerada no Bolsa Família", "Mais de 38 mil casas novas por mês no Minha Casa Minha Vida" e "Quase R$ 1 bilhão de economia aos cofres públicos com combate a fraudes no seguro-desemprego".

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

Comentários