https://p2.trrsf.com/image/fget/cf/460/0/images.terra.com/2017/09/18/2017-09-18T233824Z_1_LYNXNPED8H1LU_RTROPTP_4_EUA-TRUMP-VENEZUELA-RESTAURADA.JPG

Mundo

De acordo com informações do Estadão, o presidente socialista de 54 anos rebateu ainda que na Venezuela não há "ditadura" e que a crise é consequência de uma "guerra econômica" liderada por seus adversários políticos. "Mister Trump, a Venezuela não é uma imobiliária de Nova York, a Venezuela é a terra dos homens e mulheres mais heroicas da história da América", concluiu.
  • STJ nega pedido de liberdade para Gustavo Ferraz

    Mundo

    A Polícia Federal diz que o montante pertece a Geddel e é oriundo de propina. A defesa de Gustavo Ferraz alegou não haver provas de seu envolvimento, e afirmou só ter sido encontrada uma impressão digital parcial do dedo anelar em uma das sacolas de dinheiro.
  • Relator da CPMI da JBS apresenta plano de trabalho

    Relator da CPMI da JBS apresenta plano de trabalho

    Mundo

    Mas nada é tão bom que não possa ser aprimorado", afirmou. Depois de quase três horas de trocas de farpas e acusações, deputados e senadores suspenderam a terceira reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito ( CPMI) da JBS , no início da tarde desta quarta-feira (20/9), sem votar nenhum dos requerimentos.
  • Em discurso na ONU, Trump ameaça 'destruir totalmente a Coreia do Norte'

    Em discurso na ONU, Trump ameaça 'destruir totalmente a Coreia do Norte'

    Mundo

    O porta-aviões nuclear norte-americano Carl Vinson já foi destacado, na passada primavera, para a região em resposta aos repetidos testes de armamento realizados este ano pela Coreia do Norte . Questionado ainda sobre a que se referia ao repudiar o "nacionalismo exacerbado" em seu discurso, se poderia ser a atitudes de Donald Trump, o presidente afirmou que qualquer coisa exacerbada é "desagradável e condenável".
  • Temer defende maior abertura do Brasil

    Temer defende maior abertura do Brasil

    Mundo

    O presidente também afirmou que o Brasil "seguirá empenhado na defesa do Acordo de Paris ". Disse ainda que o desmatamento é questão que preocupa o governo e, por isso, está "concentrado atenção e recursos". Na noite anterior, Temer e Trump participaram de um jantarem que discutiram a situação da Venezuela , onde Trump deixou claro que a situação no país é inadmissível e quer que a Venezuela restaure sua democracia.
  • EUA fazem simulação de bombardeamento da península coreana

    EUA fazem simulação de bombardeamento da península coreana

    Mundo

    Quatro caças F-35B e dois bombardeiros estratégicos B-1B dos Estados Unidos fizeram nesta segunda-feira, 18, um simulacro de bombardeio sobre a Península da Coreia em resposta ao lançamento de um míssil de alcance médio na sexta-feira pela Coreia do Norte.
  • Prefeitura de Fortaleza lança seleção pública para professores substitutos

    Mundo

    A Prefeitura de Fortaleza , no Ceará, divulgou dois processos seletivos para cadastro reserva, para a contratação de professores substitutos . É possível efetuar a inscrição até 23h59 do dia 1º de outubro, e apenas pela Internet, no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura , onde devem ser indicados os números de RG e CPF do candidato.
  • Não há lugar para 'alternativas à democracia', diz Temer na ONU

    Não há lugar para 'alternativas à democracia', diz Temer na ONU

    Mundo

    O avião não atrasou, mas o trânsito de Nova Iorque fez com que ele chegasse para o jantar com os presidentes Donald Trump, dos Estados Unidos, Juan Manuel Santos, da Colômbia, e Juan Carlos Varela, do Panamá, poucos minutos depois da hora marcada, acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Aloisyo Nunes Ferreira, e do embaixador brasileiro, Sérgio Amaral.
  • EUA perderão confiança do mundo se deixarem acordo nuclear com Irã — Rohani

    EUA perderão confiança do mundo se deixarem acordo nuclear com Irã — Rohani

    Mundo

    Em resposta, Rohani criticou "a retórica ignorante, absurda e odiosa, cheia de alegações ridículas e sem fundamentos, que foi utilizada neste recinto" na terça. Em Washington, Trump disse a jornalistas que havia chegado a uma decisão sobre a questão do acordo com o Irã, mas não deu detalhes. A Casa Branca tem até 15 de outubro para informar ao Congresso sobre uma nova certificação do acordo.