Como Francis Hogan se tornou um jogador importante nos vazamentos do Facebook

A equipe do diário saiu antes do final da ligação. Desde então, jornalistas de outros meios de comunicação, incluindo The Atlantic, The Associated Press, CNN, NBC News, Fox Business e The New York Times, têm revisado a primeira parte dos documentos de Hogan com uma equipe paralela na Europa. Eles planejam divulgar suas descobertas na segunda-feira (embora as histórias comecem a sair na sexta à noite).

Vivemos em uma era de megavasamentos impulsionados pela mesma tecnologia digital que nos permite rastrear uns aos outros e documentar nossas vidas como nunca antes. Esses vazamentos deram aos vazadores e seus corretores um novo tipo de poder sobre a mídia, levantando questões complicadas sobre como suas revelações deveriam entrar na esfera pública. Existem questões específicas sobre o equilíbrio de poder entre as fontes de informações importantes e os repórteres que delas se beneficiam.

Alguns vazamentos, incluindo arquivos militares dos EUA e do Departamento de Estado, surgiram na forma de despejos massivos de dados no WikiLeaks ou em servidores sem nome; Outros incluem arquivos da Agência de Segurança Nacional de Edward Snowden e The Intercepts Expressões As guerras de drones nos Estados Unidos eclodiram depois que jornalistas ganharam credibilidade com as evidências.

Com base no vazamento de mais de 11 milhões de documentos, relatórios sobre o Panama Papers e subsequentes outros estudos sobre evasão fiscal global foram padronizados pela International Federation of Investigative Journalists, que gerencia a colaboração entre centenas de jornalistas em todo o mundo. Antes de coordenar a publicação de seus artigos nas redes sociais, eles leem os documentos e as histórias de outras pessoas em um servidor seguro.

READ  Fontes dizem que Odel Beckham Jr. quer se juntar ao rival da pós-temporada pelo resto da temporada

Em alguns casos, o vazador ou hacker é quem controla como e quando as informações são divulgadas. Correu bem antes das eleições presidenciais de 2016, a.k.a. Ataque cibernético dirigido pelo Kremlin No Comitê Nacional dos Democratas, o WikiLeaks levou à publicação destrutiva de documentos pessoais do grupo.

Em outras ocasiões, um recurso-chave seria o Conselho de Imprensa Unificado – a Federação Internacional de Jornalistas Investigativos ou qualquer outro lugar – adicionando camadas de reportagem e análise à matéria-prima.

“Você não pode basear a história em evidências”, disse Gerard Riley, diretor da Federação Internacional de Jornalistas Investigativos, em uma entrevista.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
JournalOleme